Tem personalidade para iniciar um negócio próprio?

vestuario-apresentávelSer patrão não é tarefa fácil. E se não gostava como o seu antigo chefe era exigente, então prepare-se para se defrontar como a exigência de alguém muito pior: você mesmo! É verdade, não somos nós a trabalhar sozinhos acabamos por entender e valorizar a forma como eram exigentes connosco.

Ser optimista – mas com moderação

Um dos maiores problemas dos portugueses é ser excessivamente optimistas no momento inicial do desenvolvimento do projecto. Quando têm uma ideia que lhes parece boa, não pensam nas possíveis condições do mercado. Aliás, os portugueses são péssimos a analisar o mercado e ver quais as suas necessidades. A chave para o sucesso nesse ponto é ter um bom plano de negócios. Hoje em dia já existem muitas ferramentas disponíveis para o ajudar, mesmo online.

Ser paciente e persistente

Os primeiros meses, enquanto o projecto não avança, são os piores. Via andar ocupado, certamente. Mas também terá muitos tempos “mortos” enquanto espera aprovação das diversas entidades. Pode ser difícil trabalhar com alguns dos órgãos responsáveis pelos apoios à criação do próprio emprego, mas certamente valerá a pena. É mesmo uma questão de redobrar a dose de paciência e nunca desistir, mesmos nas alturas mais difíceis.

Organização e exigência

Após ter o projecto aprovado e realmente começar a trabalhar nele vai ser necessário desenvolver outras qualidades. É neste ponto que irá, cada vez mais, assemelhar-se a um “patrão”! Vai precisar ser muito organizado para ter sempre controlo sobre tudo o que está a ser feito, especialmente se não estiver a desenvolver o projecto sozinho. Depois é provável que, mesmo inconscientemente, comece a fazer pressão sobre si próprio, pois será mais exigente com aquilo que faz.

Esta já a pensar que este será um caminho difícil de percorrer? É verdade que será mas também é uma boa oportunidade para atingir objectivo que nunca antes atingiu. É a oportunidade de ser você a decidir o que quer fazer com a sua vida.



AVISO:Todos os artigos publicados são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento.